estudo familia - Cursilho

Ir para o conteúdo

Menu principal:


Amoris laetitia: Documento do papa Francisco sobre o amor na Família.

Tendo com base principal os relatórios dos Sínodos da Família e também outros documentos de seus predecessores, o Papa Francisco escreveu a Amoris laetitia. Exortação ampla e articulada, que traz reflexões sobre família à luz da Palavra de Deus e orientações pastorais para a formação de famílias sólidas, sob a perspectiva divina.

Carta do Papa aos bispos
Para os bispos de todo o mundo, o Papa Francisco enviou um quirógrafo (documento escrito de próprio punho) acompanhando sua Exortação Apostólica Pós-Sinodal. O Santo

Padre escreveu:
“Caro irmão
Invocando a proteção da Sagrada Família de Nazaré, tenho a alegria de te enviar a minha Exortação Amoris laetitia para o bem de todas as famílias e de todas as pessoas, jovens e idosas, confiadas ao teu ministério pastoral.
Unidos no Senhor Jesus, com Maria e José, peço-te que não te esqueças de rezar por mim”.

“Desafios das famílias:
O primeiro capítulo é dedicado a refletir o tema à luz Palavra de Deus. Francisco toma como base o Salmo 128 para destacar que a família não é um ideal abstrato, mas uma tarefa artesanal. Só então ele entra, no capítulo 2, na situação atual das famílias, abrangendo seus desafios, como a ideologia de gênero, a mentalidade antinatalidade e o abuso de menores, só para citar alguns.
O capítulo seguinte dá espaço para a palavra da Igreja sobre família, abrangendo seus ensinamentos sobre o matrimônio e a família. São 30 parágrafos dedicados à vocação à família de acordo com o Evangelho. É a oportunidade que o Papa encontra para falar de temas como a indissolubilidade, sacramentalidade do matrimônio, transmissão da vida e educação dos filhos.
Nesse ponto, Francisco faz uma ressalva com relação às famílias feridas: lembra que os pastores precisam discernir bem as situações; ao mesmo tempo que se exprime com clareza a doutrina, é preciso evitar juízos que não considerem a complexidade das diferentes situações.
Dimensão erótica do amor
O Santo Padre não deixa de falar do amor no matrimônio e traz uma novidade: ao fazer um aprofundamento psicológico que chega ao mundo das emoções do casal, ele inclui a dimensão erótica do amor, uma contribuição rica que até então não tinha paralelo em outros documentos papais.
Ele também aborda, em outro capítulo, a fecundidade do casal, incluindo a “fecundidade alargada”, que diz respeito à adoção e ao acolhimento dos outros membros da família.
Orientações pastorais
No capítulo 6, Francisco traz indicações pastorais para a edificação de famílias sólidas e fecundas de acordo com o plano de Deus. Aqui, o Pontífice abrange desde a necessidade da preparação dos noivos até o acompanhamento dos primeiros anos da vida matrimonial, sem esquecer os casais que acabaram se separando ou se divorciando e a importância da reforma dos procedimentos para reconhecimento dos casos de nulidade matrimonial. A linha adotada por Francisco é a de reforçar o amor e ajudar a curar as feridas, para impedir o avanço desses dramas do tempo atual.
Um dos capítulos mais delicados é o oitavo, quando Francisco indica três palavras-chave: “acompanhar, discernir e integrar”. O Pontífice se refere aos casos em que a realidade não corresponde àquilo que Deus quer, logo, o convite é à misericórdia e ao discernimento pastoral.
O último capítulo fala da espiritualidade conjugal e familiar. A exortação apostólica é concluída com uma oração à Sagrada Família”.
Uma dica especial da exortação são os 13 conselhos do Papa para um BOM MATRIMÔNIO! Vale a pena conferir!
O Papa Francisco usou o “hino da caridade” de São Paulo, em sua primeira Carta aos Coríntios, a fim de dar alguns conselhos sobre como sustentar um bom casamento durante os anos baseado no amor verdadeiro.
“Vale a pena deter-se a esclarecer o significado das expressões deste texto, tendo em vista uma aplicação à existência concreta de cada família”, explicou.
Aprofundando nossa Formação:   Em comunhão com toda Igreja, neste final de semana (08 a 10/07/2016), estaremos reunidos em Ribeirão Preto SP, para o XIX Congresso Estadual da Pastoral Familiar. Cujo tema será “Misericordiosos como o Pai” e o foco de estudo e partilha a Exortação Amores Laetitia.



Segue a programação do Congresso.
08.07 – Sexta-feira
18h30 – Recepção dos Congressistas - Acolhida
20h00 – Solene Abertura do XIX Cong.Reg  SUL I – CNBB – Sub Região – RP1
Abertura: Dom Moacir – Arcebispo de Ribeirão Preto
20h45 – I Conferência de Abertura
“A vocação e a Missão da Família na Igreja e no Mundo Contemporâneo”.
Dom João Bosco Barbosa de Souza
22h00 – Oração da Noite
09.07 – Sábado – Dia de Santa Paulina
07h00 – Celebração Eucarística – Dom Eduardo P. da Silva, odb – Bispo de Jaboticabal
09h00 – II Conferência
“Exortação Apostólica “Amoris Laetitia” – a alegria do amor na família - Perspectivas para uma Pastoral Familiar hodierna”
Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer.
10h30 – III Conferência
“Por uma Pastoral Familiar em saída, alinhada com a Misericórdia do Pai”
Dom Moacir S. Arantes – Assessor da Com. Episcopal para a Vida e Família – CNBB  
11h45 – Oração do Ângelus
14h00 – IV Conferência
A família e as novas Mídias
André Luís Kawahala e Rita Massarico Kawahala
16h00 – VI Conferência
Família, dependência química, causas e encaminhamentos
Thiago Cesar Simpliano da Silva e Ana Paula do Couto Simpliano
17h30 – Momento de Oração Mariana e Despedida
10.07 – Domingo -
07h00 – Oração da Manhã
08h30 – VII Conferência
Motu próprio da Papa Francisco – Mitis Iudex Dominus Iesus
Padre Paulo Afonso Alves Sobrinho
10h00 – Conclusões do Congresso Regional Sul 1
- Casal Coordenador do Regional – Osmarina e Toninho
- D.Emílio Pingoli – Ass. Eclesiástico no Regional Sul 1
- D.Paulo Roberto Beloto – Bispo de Franca
- Bispos presentes
- Padre Pedro
- Padre Moacir
- Padre Robson
11h00 - Celebração Eucarística – D.Paulo Roberto Beloto – Bispo de Franca (Presidente de nosso RP1)
Agradecimentos e Envio
12h00 – Almoço e Despedida
Em breve, esperamos partilhar com todos, as experiências que com certeza viveremos neste Congresso! Saudações Decolores!


Renato T. Barufi (Cursilhista, 75ºCur Masculino Franca)
Suzi G. B. Barufi(Cursilhista, 74ºCur Feminino Franca)
Membros da Pastoral Familiar da Diocese de Franca.

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal